sábado, 30 de agosto de 2014

Ariel
























Olha o design disso!

Rascunho de Prata


























Rosberg se desculpou pelo episódio ocorrido em Spa-Francorchamps.

A equipe também disse mais uma vez que a luta pelo título será abeta.

E que o contrato de Lewis Hamilton só será renovado após o término do
campeonato.

Por que esse tratamento com o piloto inglês?

Por que Toto Wolff, que é o dono do time, tem uma visão bem diferente do
que vinha ocorrendo até a temporada passada.

Lewis tinha uma preferência clara dentro da Mercedes.

Ross Brawn protegia seu escolhido.

Ele sabia do que Nico Rosberg era capaz.

Foi espantoso o que o filho de Keke fez com Michael Schumacher em 2010 e
2011.

Tanto que Nico foi alçado ao posto de primeiro piloto em 2012.

Rosberg mostrou as garras no primeiro ano de Lewis no time prateado.

Brawn interferiu.

Mesmo assim Nico terminou com uma vitória a mais no ano passado.

O escudo foi embora.

Wolff gosta de Rosberg.

Uma formiga que não desiste nunca.

Sabe de sua história com a Mercedes.

Os engenheiros e mecânico também.

Ele é mais membro do corpo que Lewis.

Seu contrato já foi renovado.

Enquanto Hamilton ainda tem o que provar.

Lembre-se.

Nico esteve lá durante toda a história e agora quer colher os frutos.

A direção da escuderia entende isso e não vai atrapalhar.

Lewis está sozinho.

E o piloto inglês já descobriu que precisará de algo mais, além de seu refinado
talento, para chegar novamente ao título.

Um final imprevisível.

Avulsas



































Épocas e lugares diferentes.

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Rascunho em Questão









































Vinho?

A Red Bull se movimenta para manter Sebastian Vettel.

Comentamos que a equipe estava nas trincheiras para segurar seu piloto.

A McLaren vai com tudo.

(quer uma estrela em seu carro pelo menos por três anos)

Mas pelo contrato o atual campeão mundial pode anunciar sua mudança a qualquer
momento.

Fernando Alonso também segue na mira de Ron Dennis.

Com a proposta de Woking nas mãos, ele negocia com a Scuderia Italiana.

O espanhol seria uma reserva.

Pois estaria liberado somente em 2016.

Sua hesitação em renovar com a Ferrari é uma pista.

Jenson Button, caro e sem mercado, pode ficar sem lugar na próxima temporada.

Seu salário é absurdo para a Williams.

E suas exigências de adiantar vencimentos fazem a Lotus recuar.

(lembre-se: Raikkonen até hoje não recebeu)

Lewis Hamilton?

O nome ainda soa bem para o chefe da McLaren.

(a conversa com Bottas não evoluiu e o finlandês continua na Williams)

Porém eu não ficaria surpreso com uma dupla (de transição) formada por
Vandoorne e Magnussen no primeiro ano de retorno da Honda.

O Tordo diz que em Cingapura teremos respostas.

Por fim um pensamento.

Quantos sonharam em Rubens Barrichello enfrentando Michael Schumacher
na Ferrari?

Quantos gostariam de ver Felipe Massa roda a roda com Fernando Alonso?

Submissão total em ambos os casos.

Claro.

Cada um sabe de si.

E Nico Rosberg com Lewis Hamilton?

Só críticas.

Mas...

E se Nico fosse brasileiro?

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Intensivo






















Imagem do holandês Max Verstappen.

No início deste ano, o garoto que ganhou a vaga na Toro Rosso estava tendo aulas
na academia da Scuderia Italiana.

Aulas mesmo.
























O cursinho deve ser bom!

F1 - Cingapura


Time Lapse.

Monza




























Beleza italiana.

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Rascunho Pedinte























Diálogo.

 - Você sabe onde está o Felipe?

 - Ele ainda não chegou??

Tenso.

Mas é brincadeira!

Vem comigo.

Bernie Ecclestone conversou com Sebastian Vettel.

O chefe do Estado-maior da Fórmula 1 quer que o piloto alemão pense seriamente
em se mudar para a McLaren.

Foi um incentivo.

Ou melhor, um pedido.

Neste cenário a fila andaria.

Kvyat iria para a Red Bull e Carlos Sainz Jr. seria o companheiro de Verstappen na
Toro Rosso em 2015.

Porém, como comentamos outro dia, a Red Bull não quer perder seu campeão.

E o principal, Vettel precisa querer.

O tal congelamento dos motores da categoria máxima do automobilismo está prestes
a cair por terra.

Red Bull e Ferrari (que está pilhando material humano na Lotus) uniram forças contra
o regulamento.

O retorno da liberação dos testes também está no pacote.

Do outro lado está a Mercedes, contra tudo e todos, claro.

Grécia e Fórmula 1.

Só acredito se... não, não acredito.

Por fim uma pergunta.













Se Ricciardo vencer novamente em Monza, o que fará a Mercedes?

Ganhou!

























Bom dia a todos.

Especial para o Laysson Mesquita que faturou a camiseta da promoção do
James Hunt!

Agradeço a participação de todos e ao Emerson Pippi do Fórmula Retrô que
sempre prestigia a nossa turma aqui do Blog com esses presentes!

Valeu.

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Caos
























Caos?

Sim.

A coisa está bem confusa dentro da equipe Mercedes.

Primeiro Niki Lauda.

O austríaco que não esconde nada que acontece nos bastidores e que defende
Lewis até debaixo d´água.

Suas opiniões têm alimentado as controvérsias dentro do time prateado.

Ainda mais quando sempre usa um microfone para divulgá-las.

Até entendo.

Lauda foi um dos defensores da contratação de Lewis.

E o considera o melhor piloto da Fórmula 1 atual. 

Mas aí aparece Nico.

O filho de Keke se tornou uma ameaça real e pode chegar título em 2014.

Ameaça?

Sim.

Há aí um grande problema.

Como explicar para a Daimler (controladora da Mercedes) que o piloto que ganha
8 milhões de euros a menos que seu companheiro é o líder do campeonato?

Estamos jogando dinheiro fora com Lewis?

De quem foi essa ideia idiota?

Viu?

Nico já mostrou seu valor e por isso se tornou a aposta para o futuro.

(como indica a renovação de seu contrato)

Hamilton?

É necessário que o piloto inglês vença o mundial de pilotos deste ano.

Ou as cabeças (que apostaram nele) vão rolar.

Lauda não pode agir dentro das pistas.

Mas faz sua parte fora delas e continua no paddock em busca de um microfone...